segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

poética 46



poética 46

sopra-me branca brisa
leve
bruma
           tua boca eliza

penso mar teu corpo
praia do pecado
em tua pele
tempero
coentro pimenta e sal
na língua
transcendental
                         
                         atiça
essa cor mestiça
princesa atlântica
maresia
fosse navio ou barco
caravela
              jangada
vela algaravia

fosse poeta palavra
fosse só poesia
nessa tarde serena
essa noite fosse dia



nesse  teu corpo/mar
oceanos sem fim 
                              navegaria

artur gomes








Nenhum comentário:

Postar um comentário